domingo, 2 de outubro de 2016

O inferno existe?

A minha mãe sempre dizia que o inferno era aqui mesmo e em sua sapiência ela não deixava de estar errada, apenas usava o termo errado, pois “inferno” significa lugar subterrâneo habitado pelos mortos e esse tipo de inferno não existe, pois não morremos, apenas trocamos de lado, o nosso espírito continua vivo.

Vamos raciocinar da seguinte forma, Deus é amor, ele só quer o nosso bem, a nossa evolução e fomos criados a sua imagem e semelhança, ele nos ama incondicionalmente, portanto porque ele deixaria o nosso espírito sofrer um tormento eterno, num lugar com fogo e castigo?  Não há lógica nesse pensamento, pois quem nos ama nos protege e no máximo nos deixa passar por algum martírio para aprendermos com nossos próprios erros, pois temos o livre-arbítrio, mas jamais nos deixaria sofrer por toda uma eternidade.
A parte em que minha mãe acertou, é que aqui na terra é um mundo de expiações, um puxadinho do Umbral, um lugar onde estamos para evoluir, para cumprir missões e atingir um nível espiritual mais elevado.

Mas o que é Umbral?

É uma região destinada ao esgotamento de resíduos mentais, um tipo de zona purgatória, onde eliminamos os nossos vícios, dores e tudo que não tem serventia no mundo espiritual, como raiva, inveja, vingança e etc... Mas não ficamos ali por toda eternidade, ficamos o tempo necessário para expurgamos nossos erros e nos arrependermos de tudo de mal e erros que fizemos enquanto encarnados, a partir daí, saímos desse lugar, que é um lugar feio, escuro, com almas ainda perdidas, e somos enviados para uma colônia de recuperação. É claro que quanto maior for seu erro, pior será o lugar.
Imagine o Umbral como uma cebola, quanto mais no meio é a camada, pior é a expiação, como suicídios e assassinatos, mas até estes tem salvação, tudo no seu devido tempo, mas sofrer eternamente, isso nunca.

O assunto é amplamente comentado no Livro dos Espíritos, da questão 1011 a 1019.


Novamente “termino com as palavras de Marcos ‘VIGIAI E ORAI”, pois somente nos policiando, orando e compreendendo o evangelho e as palavras de Cristo, podemos evitar tal sofrimento, mas não é eterno, isto é certo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário