domingo, 9 de outubro de 2016

E quando tenho saudade?

E quando chega aquela data de aniversário de um ente ou amigo muito querido e bate àquela saudade, aquela tristeza, aquela sensação de vazio e é quase impossível segurar as lágrimas, ou então no natal, com a família reunida e se tem a sensação que a família não está completa e vêm esses sentimentos avassaladores nos consumirem por dentro? 
O que fazer?
Sentir saudade e tristeza é muito normal, pois sempre teremos saudades daqueles que desencarnaram e chorar não é ruim, pois devemos sempre deixar a tristeza sair, extravasar, pois guardar dentro de si, não é saudável. Mas tem um ponto importante nisso tudo, um cuidado que devemos ter ao lembrar-se de um ente querido, não devemos nunca pedir ajuda ou solicitar a presença da pessoa que desencarnou isso pode causar um sofrimento ao desencarnado por não poder ajudar naquilo que você precisa ou ele pode tentar lhe ajudar e acabar só prejudicando, por não ter capacidade espiritual para tal missão e ao invocar sua presença, ele não possa comparecer ou simplesmente comparece e não queira mais ir embora, esse desencarnado acaba obsediando indiretamente e causando transtornos que ele nem queria que acontecesse.
O certo, e escrevo isso com extrema convicção, é nessas horas de tristeza, orar por esse ente querido, pedir a Deus e aos espíritos de luz, que seu espírito esteja num lugar bom, recuperando-se de sua passagem pela terra, emitir boas energias e até conversar com ela, falando da saudade, mas da compreensão que sua hora na terra tinha acabado. Com certeza esse ente querido receberá as boas energias e se sentira revigorado e ao orar você também terá sua saudade amenizada, seu vazio preenchido e suas lágrimas não serão tão tristes.


Orar é o melhor remédio e falar com Deus a melhor solução.




Nenhum comentário:

Postar um comentário