domingo, 30 de outubro de 2016

Coletânia de preces espiritas - Entendimento

                       Trecho da introdução da página 284 do E.S.E

“os espíritos jamais prescrevem uma fórmula padrão para as preces;quando nos fornecem alguma , é para orientar nossas ideias e para chamar atenção sobre certos princípios da Doutrina Espírita;é, também, com o objetivo de ajudar as pessoas que sentem dificuldade em expressar suas ideias, pois existem aqueles que pensam não ter rezado pelo fato de seus pensamentos não terem sido bem formulados.”
               
                Meu entendimento sobre o capitulo

Qual a diferença em orar e rezar?
Rezar vem do latim, “RECITO”, que significa recitar, ler em voz alta, falar de cor.
Orar que também vem do latim “ORO”, significa dizer, falar, conversar.

Então quando nós recitamos o “Pai nosso”, única oração que está na bíblia, ensinada por nosso Senhor Jesus Cristo no sermão da montanha, nós estamos rezando, estamos recitando palavras sublimes para se aproximar de Deus, nosso Pai e protetor.
Agora quando nós estamos deitados em nossa cama, sentado em nosso sofá, no carro, na parada do ônibus, enfim, em qualquer lugar e começamos a falar com Deus, nos estamos orando, ou seja, estamos conversando com Deus, e para ambos, não existe uma posição do corpo, não precisa estar de joelhos, com as mãos espalmadas, em pé, deitado, tanto faz a posição, pois o que importa e fazer isso de coração, na pura e mais singela vontade de conversar com o nosso Pai.

Em  Marcos 14:38 diz:
“Vigiai e orai, para não cairdes em tentação, pois, de um lado, o espírito está pronto, mas, por outro lado, a carne é fraca”.

Somente com o tempo, sabemos o quanto é importante orar, quantos benefícios essa atitude nos traz e sito alguns deles:

1 – Orar é reconfortante para a alma, para aliviar nossos espíritos que muitas vezes ficam em conflito, para tomar uma atitude adequada para deixar de fazer algo que possamos nos arrepender depois.

2 – Para ajudar um amigo, um ente querido que precise de boas energias, uma luz que guie o seu caminho, uma ajuda simples, de coração, que muitas vezes pode trazer muita paz para quem ora e para quem recebe a oração.

3 – Uma aproximação única de Jesus e de Deus, pois sabemos que eles nos escutam e fazem de tudo para nos atender.

4 – Evitar sempre de orar em beneficio próprio, pois a próprio ato de orar já é um beneficio que nos foi atribuído, então não precisamos lembrar sempre Deus de tudo o que precisamos, pois o mais importante é estar sempre em comunhão com Ele.


Nenhum comentário:

Postar um comentário