domingo, 25 de setembro de 2016

O diabo existe?

Vamos começar pela figura do diabo ou Lúcifer conhecido também como a estrela do amanhã. Lúcifer era um arcanjo que se rebelou contra Deus ao se negar a aceitar os seres humanos como a imagem e semelhança do próprio Criador. Expulso do céu, ele tornou-se o anjo caído e príncipe do inferno, onde torturava almas perdidas por toda a eternidade, também ficou conhecido por muitos outros nomes como mefisto, demônio, capeta e etc...

Na bíblia existem algumas passagens citando a figura do diabo, mas a mais conhecida e talvez a mais emblemática seja a passagem em que Jesus é levado para o deserto e é tentado três vezes pelo diabo e são justamente nesta parte que podemos analisar a figura do diabo, numa visão mais lúcida e aceitável dessa figura que causa tanto medo as pessoas.

Lúcifer é a personificação pura do mal, a personificação do espírito obsessor, que sempre está ali, esperando um momento de fraqueza nosso, para tentar nos desviar do caminho do bem. Assim como o espírito obsessor que tentou Jesus Cristo e que esse em nenhum momento lhe deu ouvidos, nos somos diariamente postos a prova, basta um momento de descuido, seja no trânsito, no trabalho ou em casa e pronto, baixamos a guarda e ficamos a mercê de um espírito obsessor, que se aproveitará para nos fazer tomar atitudes extremas, como discutir, brigar e as vezes chegar até o extremo como matar.

Mas então como evitar que isso aconteça?

A resposta para essa pergunta é bem simples, não podemos nunca perder a nossa fé e o melhor remédio para esses momentos é orar, pedir forças para Deus, Jesus e aos bons espíritos, orar para que consigamos nos manter equilibrados e não agir de maneira que possamos nos arrepender. A oração, o evangelho no lar, certamente são as melhores ferramentas para afastar um espírito obsessor, um repelente natural contra o mal, contra o diabo. Lúcifer nada mais é que uma alegoria que representa o mal, pois como Jesus nos ensinou, não existe árvore boa produzindo maus frutos. E por final, se Lúcifer fosse um arcanjo de Deus, chamais ele iria regredir para um demônio, pois a lei diz que sempre evoluímos e nunca retrocedemos.

Como diz em Marcos 14:38:

Vigiai e orai, para não cairdes em tentação, pois, de um lado, o espírito está pronto, mas, por outro lado, a carne é fraca”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário