sábado, 3 de maio de 2014

Senna e o espiritismo

Sei que pode parecer loucura da minha parte, mas tente olhar com o olhar e o coração de um espirita, a vários fatores que indicam que Senna estava se despedindo naquele fatídico dia. Mas antes disso, vamos a alguns fatos do momento do acidente: se você olhar o vídeo da câmera que está no carro de traz, em nenhum momento existe uma freada, uma tentativa de parar o carro, também não a nenhuma tentativa do piloto de desviar o percurso, fato que os pilotos geralmente viram para bater de lado, onde os danos podem ser menores, Senna vai reto de encontro a mureta, sem nenhuma tentativa de desvio. Dois outros fatos importantes que aconteceram antes da corrida, foi o fato do Senna falar com sua irmã e dizer que Deus tinha um presente para ele e ao conversar com o médico e amigo de formula um, disse que aquele corrida era a mais importante de sua vida.
Quem garante que Senna não sentia que algo iria acontecer naquele domingo?
Quem sabe na hora do acidente ele já não estava desacordado, pronto para o outro lado?
E que por isso não houve freada, tentativa de desvio e o carro foi reto?
A barra de ferro da roda entrou reto em sua viseira, numa precisão absurda, algo que dificilmente aconteceria em batidas normais. Me desculpem por esse pensamento, mas acredito que Senna não sofreu, pois já estava adormecido na hora do impacto e com certeza Deus reservou algo grandioso para esse ser, que em muito nos emocionou em sua vida e em sua desencarnação, mas que com certeza vive bem num lugar lindo onde somente os espíritos de luz se abrigam!


Nenhum comentário:

Postar um comentário