domingo, 27 de abril de 2014

Alegria

Tem um menino, filho de papeleiros que quase todo os dias vai à loja, fica olhando hipnotizado os peixes da loja, mas o mais interessante é que ele não bate nos aquários, comportado e educado. Esse menino me conquistou com sua simplicidade e agora me chama de amigo, mas me dói em ver um menino tão pequeno sempre dentro de um carrinho de supermercado, ele deveria estar brincando (ele estuda), deveria estar vivendo a sua infância, que certamente não é em plena Avenida Cristóvão Colombo. Na ultima sexta-feira (25) dei a ele uma caixa de bombom pela páscoa, uma forma de dentar deixar ele feliz. A alegria no rosto dele foi algo impagável, o sorriso sincero e o agradecimento foi algo incomparável, mas quem realmente ficou alegre com aquele momento fui eu, quem realmente ganhou alguma coisa, fui eu... foi ele que me deu um presente, sentir meu coração feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário