domingo, 11 de junho de 2017

Há muitas moradas na casa do meu pai - Destinação da terra - causa da miséria humana (Estudo do E.S.E.)

não somos culpados, porque não nascemos evoluídos e demoramos muito para compreender que precisamos crescer espiritualmente.
Sim, estamos aqui para evoluir, se não, não teríamos vindo para cá, não importa se somos ricos ou pobres, com ou sem saúde, todos estamos aqui para aprender, crescer e evoluir.
 É claro que existe espíritos evoluídos entre nós, mas estes estão aqui para nos ensinar, para mostrar para nós o caminho certo, o caminho do bem. 
Tenhamos fé, pois todos nós estamos destinados à evolução, nenhum espírito anda para trás, no máximo se fica estagnado, parado no mesmo lugar, pois temos algo que nos tempos remotos não tinham, mais informação através do espiritismo, que veio somente para o nosso bem, que exige somente que nossa fé seja cada vez mais forte e verdadeira.
Seriamos nos os culpados pela terra ser um mundo de expiação?
A terra num todo e só de expiação?

É difícil l responder a essas perguntas, até porque não sabemos todas as respostas, mas, em parte somos sim culpados  por ser uma terra de expiações, nosso atraso moral faz que tenhamos que aqui estar.


domingo, 28 de maio de 2017

Aprendam com os elefantes

Os elefantes são os maiores mamíferos da natureza, mas não é isto que mais me fascina nestes enormes seres, mas a sua maneira de lidar com os de sua raça. 
Em caso de um ataque, os mais fortes e mais jovens fazem um circulo para proteger os mais velhos e fracos.
 Numa comunidade, quem é a líder é a anciã da manada, é ela quem anda na frente e guia o restante. 
Quando um membro morre, todos ficam em volta do seu cadáver, como se estivessem velando e respeitando aquele que se foi.
E nos seres humanos, ditos racionais, o que fazemos?
Os mais fortes geralmente escravizam os mais fracos, tendem a sacrifica-los por sua causa, para o seu bem comum.
 Os nossos velhos, não passam de velhos, seres que não servem mais a sociedade e só atrapalham o progresso da humanidade, perdem o respeito e muitas vezes a dignidade.
E quanto aos nossos mortos?
Nos dias atuais, velórios virou um ponto de encontro, parentes e amigos que a muito não se viam, se reencontram para falar de futebol, novela e até contar piada, esquecem que um velório é para se despedir, homenagear e respeitar aquele que desencarnou.
Nós pseudo seres humanos temos muito o que aprender com os animais, que só matam para saciar a fome ou se defender, que defendem a sua prole a todo custo, que conseguem viver em comunidade.

Façamos como os elefantes, que seriam os reis da selva pelo tamanho, mas a realeza está na atitude e não na coroa!



domingo, 23 de abril de 2017

Meu reino não é deste mundo - A vida futura (estudo do E.S.E.)

O que Jesus quis dizer com “meu reino não é desse mundo”?
Obviamente Ele quis dizer que não existe só o nosso mundo, que a vida não se restringe somente aqui na terra, que existe outros mundos onde podemos morar, dependendo da nossa evolução.

E essa evolução nos leva a vidas futuras, pois quando Jesus declarou sobre vida futura, estava falando da nossa evolução humana, certamente naquele tempo era mais difícil o entendimento, mas hoje sabemos que somente com a evolução espiritual, com o melhoramento de nossas atitudes, podemos conhecer essa vida futura. 
Quando conseguirmos sair desse mundo de expiação, certamente poderemos conhecer outros mundos, sem maldade, sem rancor, sem sofrimento e a própria terra um dia deixará de ser um mundo de provas e expiações e irá se tornar um mundo evoluído, mas até lá, tudo vai depender de nós, de nossos esforços e de nossa compreensão nas palavras Daquele que veio somente para nos ensinar o caminho do bem.


domingo, 16 de abril de 2017

ÍDOLOS

Eu estava pronto para fazer uma postagem sobre a visão espírita referente à páscoa, mas como tem um assunto que está a algum tempo martelando na minha cabeça e ontem (sábado 15/04) vi uma postagem numa rede social em que o titulo era: Fulano é o maior médium do mundo, pois tem tantas curtidas no Brasil e outras tantas nos EUA, acabei me perguntando: mas isso forma um grande médium?
Alguns espíritas estão seguindo um caminho perigoso, que não existia no espiritismo e aos poucos vem acontecendo, estão criando ídolos espíritas, principalmente nas redes sociais, onde se idolatra de maneira exagerada médiuns escritores, onde se compartilha frases de efeito, psicografias sem uma base espírita, sem saber ao certo sua procedência e palestrantes que usam como base livros de autoajuda e que esquecem e nem mencionam as obras básicas de Kardec. 
 A frase mais significante no meio espírita “fora da caridade, não há salvação” perde o sentido parecendo mais dizer “ eu tenho que viver melhor e cada um por si”.
É claro que devemos admirar bons palestrantes, bons psicógrafos, bons médiuns, espíritas como Chico Xavier e Divaldo Franco, mas é nessa linha que tudo fica diferente, pois, esses dois sempre pregaram a humildade, que são apenas servos da mediunidade, eles próprios fogem da alcunha de “ídolos”.
E idolatrar pessoas sempre foi muito perigoso, porque acabamos esquecendo o nosso verdadeiro caminho, acabamos esquecendo os ensinamentos do mestre Jesus, o motivo por estarmos aqui, encarnados, neste mundo de provas e expiações.
É um caminho que pode levar à vaidade, a intolerância, a ganância por dinheiro e poder e principalmente a falta de Deus no coração.
Peço perdão se ofendi alguém com essa postagem, pois não é essa intenção, só escrevi este texto, porque precisamos muito continuar no caminho do bem, para que não percamos as forças em ajudar os nossos irmãos que tanto precisam e ter sempre a nossa espiritualidade conectada com Jesus.

Não somos médiuns porque queremos, somos médiuns porque podemos, porque é um presente de Deus, pois somos apenas um instrumento do mundo espiritual, “daí de graça, o que de graça recebeste” Mateus 10-8.


domingo, 9 de abril de 2017

Meu reino não é desse mundo - A realeza de Jesus (Estudo do E.S,E)

A grande pergunta é... Jesus era rei?
Se olharmos pelo ponto de vista monárquico humano, realeza é apenas um poder transitório dado a alguém para exercer poder sobre o povo, porem essa realeza se caba com a desencarnação e outro assume o seu lugar.

Mas a realeza de Jesus é eterna, não se acabou com a sua crucificação e o poder que ele exerceu aqui entre nós, foi um poder do bem, um rei que nos ensinou o caminho da salvação, da humildade, do respeito ao próximo.
 Com certeza um rei assim não seria transitório e muito menos somente desse mundo, é um rei da eternidade, que sempre esteve aqui, antes, durante e depois das nossas existências e que esta sempre de vigília para que possamos sempre fazer a coisa certa, sendo essa a única exigência de um soberano humilde e gentil.


domingo, 19 de março de 2017

Doação

Doar é um gesto de generosidade tão grande, que talvez não existam palavras que realmente defina a grandeza deste ato. 
Temos como costume se apegar as coisas e ficar com pena de jogar fora, aquele calçado que só está ocupando espaço, aquelas roupas que não vamos mais usar, mas que traz alguma lembrança boa e que fica ocupando espaço no roupeiro.
E se nos fizéssemos alguém necessitado ter boas lembranças?
Já imaginou no nosso frio gaúcho alguém bem agasalhado com uma jaqueta ou um bom cobertor, lembrando que alguém doou para que não sentisse tanto frio? Seria uma bela lembrança!
Mas doar não é livrar-se de algo que esteja atrapalhando, um cobertor ou lençol cheio de buracos, uma roupa tão rasgada que é impossível costurar ou uma roupa tão suja que seria mais fácil colocar no lixo, esses não são doação, são uma maneira de se livrar de algo muito ruim e se coloca a etiqueta de doação para uma descarga de consciência.
Roupa intima não se deve doar, pois o nome já diz, “roupa intima”, ainda mais sujo e usado (salvo as meias), se queremos doar calcinhas, sutiãs e cuecas, que doemos novos, que ainda não foram usados, pois não é porque existem irmãos necessitados, que devemos nos livrar de qualquer coisa.
O inverno está chegando e é nesta época que devemos lembrar que existe irmãos nas ruas, nas vilas, que precisam de um agasalho e doando você está aquecendo um necessitado e aquecendo o seu coração.

Pense nisso quando olhar o seu roupeiro ou closet! 

domingo, 5 de março de 2017

Não vim destruir a lei - Aliança da ciência com a religião (Estudo do E.S.E)

É importante caminhar lado a lado com ciência, pois nenhuma religião tem a verdade absoluta e a ciência pode comprovar muitas coisas que são ditas e feitas e ainda pode quebrar a intolerância religiosa.
Hoje a ciência procura comprovar vários efeitos positivos nas pessoas, como a oração, o passe e beneficência de ser um religioso.
Muitos médicos hoje são espíritas, porque lidam melhor com a doença e com o desencarne e eles comprovam a eficiência dita no espiritismo.

A ciência e a religião demoraram a se entender, mas quando resolveram atentar as leis materiais e as leis espirituais ouve um avanço significativo. A revolução moral está aí, acontecendo dia a dia e a ciência com a religião, caminhando lado a lado, poderão nos preparar para o que esta por vir.

** Leia o Evangelho Segundo o Espiritismo Capitulo 1 - sub capitulo A aliança da ciência com a religião.